Blockchain: a tecnologia por trás do Bitcoin

Bitcoin é um dos assuntos com maior notoriedade em 2017. Diversas pessoas conheceram essa nova forma de dinheiro e estão perplexos com sua valorização e o aumento no número de adeptos dessa tecnologia. Mas afinal, como funciona o Bitcoin e qual é a tecnologia que o alimenta?

Na história do dinheiro, sempre que ocorria uma troca de valores entre duas partes era necessário um intermediário para garantir a validade e autenticidade da transação. Seja ele um banco ou o próprio governo. Blockchain é uma tecnologia que surgiu para mitigar a necessidade de um terceiro para validar essa transação.

Em 2008, no auge da crise americana, um paper assinado por Satoshi Nakamoto, explicava uma nova forma de dinheiro peer-to-peer chamada Bitcoin. Esse sistema permitia a transferência de valores eletronicamente entre duas partes, sem a necessidade de um intermediário. Sua idéia foi revolucionária e desde então vem ganhando mais e mais força.

Bitcoin nada mais é que a primeira forma mais famosa de aplicação do blockchain. No entanto, já existem mais de 500 aplicações, em vários setores da economia. Ele pode mudar a maneira como compramos produtos online, utilizamos serviços de terceiros, etc. Já existe um concorrente do Uber nos Estados Unidos utilizando uma rede peer-to-peer. Grandes universidades americanas, como Stanford e MIT, possuem departamentos específicos para o estudo dessa nova tecnologia.

De uma maneira simplista, o blockchain é uma rede de informação descentralizada que se mantém atualizada digitalmente nos diversos computadores que fazem parte dessa cadeia. Essa rede pode conter informações financeiras, como no caso do Bitcoin, ou qualquer outra informação que ela queira armazenar. Um cartório, por exemplo, poderia ser facilmente substituído pelo sistema do blockchain. Toda a informação é protegida por criptografia e quase impossível de ser alterada. Todas as transações são validadas por mineradores, computadores da rede que ficam resolvendo problemas super complexos e recebem uma recompensa pela tarefa.

No site Blockchain Demo você consegue entender visualmente como funciona a mecânica do blockchain.

Essa nova tecnologia torna obsoleta a necessidade de um terceiro para validar qualquer transação peer-to-peer, de uma maneira extremamente segura e descentralizada. Blockchain é uma das tecnologias mais disruptivas de nossa era e pode revolucionar diversas relações de troca na economia.

Achou interessante o conceito? A Let’s Code oferecerá no próximo mês um curso de Blockchain para você desenvolver sua própria moeda em Ethereum. Caso você tenha interesse, maiores detalhes aqui.

Em nosso próximo post iremos entrar a fundo na plataforma do Ethereum e explicar um pouco melhor sobre os smart contracts e suas vantagens.