O futuro de nossas crianças e o aprendizado de programação

Pensar a formação e o futuro dos filhos é tarefa que ocupa a mente de todos os pais. Será que estou estimulando o suficiente? Será que a metodologia de ensino-aprendizagem da escola é a melhor? Será que estou proporcionando as experiências para desenvolvimento das habilidades necessárias para o futuro?

E a enorme gama de alternativas educacionais, sistemas de ensino,  a miríade de atividades extracurriculares, de esportes à música, tornam a missão ainda mais complexa.

Nesse contexto é importante nortear as decisões em aspectos que vão do respeito ao estágio de desenvolvimento físico-psíquico-intelectual da criança ao estímulo das aptidões e preferências. Conciliando-os com as habilidades facilitarão a vida adulta dos filhos dado o período histórico em que vivemos.

Assim, é importante ter em mente que habilidades como resiliência, comunicação efetiva, criatividade, pensamento analítico, trabalho em equipe e a capacidade de resolver problemas estão entre habilidades interpessoais e técnicas imprescindíveis nos tempos atuais.

Por outro lado, nossa experiência com a realidade é cada vez mais mediada por computadores. Interagimos com muitos aspectos da vida através de toques na tela e mensagens de voz. Encontramos amigos com mais frequência nas redes sociais do que em ocasiões sociais.

Ainda, ficamos maravilhados com os avanços tecnológicos a que temos acesso. Porém, participamos cada vez menos da construção do mundo: podemos interferir no mundo, melhorando nossas vidas com tecnologia mas somos analfabetos na linguagem dos computadores.

Mesmo assim, a pergunta se o ensino de programação seria atividade ótima para o desenvolvimento de nossas crianças pode permanecer.

Para responder a essa questão, vale avaliar as habilidades que o processo de ensino-aprendizagem de programação desenvolvem.

Resiliência

Ao aprender a programar, a criança é instigada a buscar alternativas. Nem sempre a primeira solução resolve o problema proposto em aula. Adaptar a maneira como o programa escrito se comporta a fim de que o resultado esperado seja obtido, incentivando a criança a perseverar e persistir na busca da solução buscando alternativas.

Comunicação e trabalho em equipe

Parte do processo de ensino-aprendizagem de programação consiste na discussão de problemas e construção de soluções com troca de estratégias entre as crianças. Esse processo incentiva o desenvolvimento da comunicação efetiva e da escuta ativa, aumentando as habilidades interpessoais das crianças.

 Resolução de problemas

Projetos de programação desenvolvidos pela criança apresentam tarefas com metas menores que coordenadamente resolvem um problema, por exemplo, podem formar um jogo. Assim, a criança aprende a analisar um problema dividindo-o em probleminhas menores e entendendo a relação entre os probleminhas, definindo como os articular para resolver o problema principal. Ainda, por muitas vezes o aluno precisará pensar o problema sob diferentes ângulos para encontrar uma solução.

 Criatividade

Para aprimorar o aprendizado, alunos desenvolvem um projeto final. Todo conhecimento aprendido se coloca à serviço criatividade no desenvolvimento de um jogo ou história digital, em exercício que amplia não só os horizontes técnicos mas também os horizontes da inventividade da criança.

Matemática

Durante o processo, elementos de matemática são apreendidos de maneira lúdica: maior que para saber se o herói venceu o jogo e plano cartesiano para programar a movimentação do personagem na tela são exemplos de conceitos que são aproximados das realidades das crianças nas aulas e projetos tornando o aprendizado menos abstrato. 

Cursos Teens

Como se vê, programar é uma atividade com benefícios incomparáveis para nossas crianças. Mas é preciso que o plano de ensino-aprendizagem leve em consideração a criança e seu estágio de desenvolvimento. Nesse quesito a Let’s Code tem seu diferencial. Cursos para crianças de 8 a adolescentes de 17 que fornecem à criança atividades e desafios para que ela aprenda programação de forma lúdica e potencializa habilidades que preparam nossas crianças para o futuro. Em 2020, a Let’s Code trará outra novidade: um sistema de ensino para escolas aplicarem programação em sala de aula. Entre em contato e receba acesso exclusivo ao nosso portal.